Juventudes

| Caverninha do Drogão |

(mais um divertidíssimo trocadilho do jornalista Carlos Nealdo: uma sugestão inicial para o bigode* da matéria sobre a prisão do traficante conhecido como “Caverninha” – Gazeta de Alagoas, 06/11/08)

Apesar de estar provisoriamente afastada da Revista Viração**, por motivos acadêmicos, carrego sempre comigo a vontade de contribuir com o universo jovem, o meu universo. E também carrego a curiosidade sobre esse universo, tantas vezes deixado de lado por nossas políticas públicas.

Foi assim que conheci o estudante Natan dos Santos, de 17 anos. Enquanto esperava um ônibus para voltar para casa, na última terça-feira à noite, vários adolescentes, vestidos com a mesma farda, saíam de um colégio privado ao lado do ponto, no bairro Farol. Um deles era Natan, que sentou ao meu lado.

Logo puxei conversa e ele explicou que todos participavam de um curso intensivo para o vestibular da Universidade Federal de Alagoas, oferecido pelo próprio colégio, ao preço de R$ 50,00. E me disse que vai concorrer a uma vaga para o curso de Medicina***, porque sonha em ser pediatra.

Questionei se a escolha era resultado da pressão de familiares ou do desejo de certo tipo de status – característico da profissão -, mas ele foi enfático ao dizer que “não”: “Ser pediatra não significa ganhar dinheiro, tenho amigos que me dizem isso. Eu simplesmente não me imagino fazendo outra coisa da vida”.

Ele, como tantos jovens, só tem 17 anos, mas é obrigado a fazer a escolha do que quer fazer “pelo resto da vida” agora. Ruim? Não se pensarmos que ele é “privilegiado” por poder fazer essa escolha, por ter grandes chances de conquistar a vaga no curso de Medicina e, anos depois, disputar uma vaga no mercado de trabalho, em situação de igualdade com os “colegas”.

Conheço outros jovens – de 17 anos, como o Natan – que não têm muitas opções de escolha e são obrigados a escolher seguir em frente mesmo assim. Ou “foram” obrigados, pois muitos deles já morreram. Outros estão sendo presos pela polícia. Outros serão linchados amanhã pela população. Cabe o clichê: e assim segue a geração do futuro…

* Bigode: é o fio que separa duas matérias, ou partes de uma mesma matéria (textos, fotos etc.) e que deixa pequenos claros em suas extremidades por serem menos largo do que os elmentos que separa (in Barbosa e Rabaça, Dicionário da Comunicação).

** Vale divulgar: o Projeto/Revista Viração acaba de ganhar o II Prêmio Visibilidade das Políticas Sociais e do Serviço Social, na categoria Jornalismo Impresso – concedido pelo Conselho Regional de Serviço Social do Rio de Janeiro – pela Edição Especial de Educação em Direitos Humanos.

*** Concorrência: a Comissão Permanente do Vestibular (Copeve) da Ufal divulgou nessa semana a lista da concorrência para o Processo Seletivo Seriado (PSS) 2009. São mais de 46 mil candidatos concorrendoàs vagas. O curso de Medicina é, como sempre, o mais concorrido, com 25 candidatos por vaga. As provas serão realizadas nos próximos dias 23, 24, 25 e 26.

_________________________________________________________________________________________________________

Veja também: Putz!

Anúncios