BNB premia jornalistas alagoanos

Entre tantas culturas agrárias desenvolvidas ao longo dos tempos, com certeza, nenhuma delas possui raízes tão profundas na história do Nordeste, e conseqüentemente, na história brasileira, como a raiz da mandioca. Responsável por uma economia popular à parte – que muitas vezes nem consta nos dados econômicos da balança comercial – a mandioca e seus derivados alimenta desde o passado o país e sustenta com vigor uma grande fatia da economia informal.

(Lide da matéria ‘Cultura da mandioca sustenta economia popular do Nordeste’, dos repórteres Carolina Sanches e Waldson Costa – sucursais do O Jornal – que concorreu ao Prêmio BNB de Jornalismo 2008, nas categorias mídia impressa texto e mídia impressa foto. Venceu apenas nesta última categoria)

O BNB divulgou, na semana passada, os finalistas à etapa nacional do Prêmio BNB de Jornalismo em Desenvolvimento Regional 2008, cujo resultado será divulgado no próximo dia 09, aqui pertinho, em Recife. No evento, os repórteres Waldson Costa e Carolina Sanches representam Alagoas, com trabalhos já premiados na etapa regional do prêmio.

São eles: “Extinção de Palmeiras do Ouricuri ameaça produção artesanal alagoana”, na categoria texto, e “Cultura da mandioca sustenta economia popular do Nordeste”, na categoria foto.

Confira as fotografias que concorrem à etapa nacional, ilustrações desta última reportagem:

Farinha

Farinha (36)

Farinha (93)

E a introdução da reportagem “Extinção de Palmeiras do Ouricuri ameaça produção artesanal alagoana”:

Por Carolina Sanches e Waldson Costa – Um mercado de sucesso, tipicamente alagoano, promissor e com grandes expectativas de crescimento por sua vinculação a economia verde e a inserção social pode estar com os dias contados devido à falta de orientação e de planejamento sustentável para o futuro. O alerta é dos  próprios artesãos alagoanos que trabalham com a fabricação de artigos utilitários e decorativos feitos a base da folha da palmeira do ouricuri.

Com a produção artesanal cobiçada mundo afora e centralizada, principalmente nos municípios de São Miguel dos Milagres e Porto de Pedras (litoral norte alagoano) e Coruripe e Feliz Deserto (litoral sul), os produtos fabricados com a palha e o talo da palmeira do ouricuri fazem sucesso entre os turistas e ganham o mundo, gerando trabalho e renda para as famílias alagoanas, graças a versatilidade desse tipo de matéria-prima e a criatividade dos artesãos alagoanos.

Na linha dos produtos artesanais, que já estão sendo exportados e ganharam destaque em ateliês e desfiles de moda, estão peças como bolsas, tapetes, jóias, porta-jóias, mandalas, chapéus, luminárias, passadeiras, jogos-americanos, caixas, lixeiras, entre outras peças utilitárias e decorativas feitas com palmeiras nativas, que, tempos atrás, eram encontradas em todo o litoral.

Hoje, o desenvolvimento da cadeia produtiva movimentada pela produção artesanal do ouricuri divide-se, assim como geograficamente os pontos de produção em duas realidades: a dos artesãos que vivem no litoral norte e que tem como características a produção independente, com associações ainda desarticuladas, e as vendas quase que restritas ao mercado locais, cujos artigos fabricados são comercializados para turistas e passantes que trafegam pela rodovia AL-l0l Norte; e a dos artesãos do litoral sul, que, organizados em associação e com o apoio da iniciativa privada, a produção ganhou design, qualidade e, consequentemente, expansão de mercado com a exportação dos produtos para outros estados e países.

SEMELHANÇA – Entre as duas realidades, há uma coisa em comum: a preocupação com a sustentabilidade da cadeia produtiva diante de fatores ambientais que podem comprometer o futuro da atividade. Em todas as comunidades dos dois pólos de produção, a dificuldade de localizar as palmeiras nativas que fornecem a matéria-prima e latente, bem como a preocupação com o futuro.

Anúncios

Um comentário sobre “BNB premia jornalistas alagoanos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s