Oficialmente… jornalista!

Como Bacharel em Comunicação Social, juro buscar meus ideais, seguindo a meta de trabalho que livremente escolhi, comunicando com ética, honestidade e responsabilidade aquilo que aprendi.

Oficialmente, jornalista!

Depois de quatro anos de árduo trabalho (bem como de intensa boemia), recebo o tão cobiçado canudo… oco. Finalmente, foi esclarecida essa dúvida cruel que me atormentava: o tal canudo chega às mãos dos formandos vazio. Simplesmente simbólico, um brinde. Não sei bem se da Universidade ou da empresa que cobriu a festa da colação de grau, mas um brinde. O diploma mesmo veio clipado por fora de um envelope como outro qualquer.

E assim espero sempre compreender aquele documento. Simbolicamente, uma grande conquista. Na prática, entretanto, somente o início de tanta coisa boa que está por vir.

_________________________________________________________

Bomm… Sem net em casa, muita coisa para postar atrasada. Tanto esqueci algumas aqui, como o arquivo do meu TCC em PDF. Continua para depois. Agora mesmo, falo da colação e da colocação da nossa linda placa lá no COS (quantas siglas!).

Jornálcool: quatro anos de boemia no COS, ou seja, uma odisséia pura e sem gelo.

Jornálcool: quatro anos de boemia no COS, ou seja, uma odisséia pura e sem gelo.

O design show é da formanda Larissa Lima, destacando a mais bela foto já clicada para uma placa de formatura. “Cada um a seu estilo”, era a regra no estúdio. E aí não é difícil me achar ali no canto, enconstada na parede, cara de chata, all star e calça jeans.

É bom destacar que o nome da turma – “Jornálcool: quatro anos de boemia no COS, ou seja, uma odisséia pura e sem gelo” – foi discutido exaustivamente em uma casa de praia, num desses fins de semana regado a vinho barato.

Nosso patrono é o atual superintendente da Polícia Federal em Alagoas, José Pinto de Luna, já que preferimos não aceitar gorjetas políticas. Foram homenageados pela nossa turma o professor Edson Falcão (jornalismo impresso), o bolsista Henrique Silva (por todos os serviços prestados na coordenação do curso) e, postuma e merecidamente, o técnico de rádio André Ferreira. Esta última homenagem foi feita na presença da esposa e dos filhos do André.

Filhos e esposa do André, recebendo a pequena homenagem da formanda Laís Falcão

Filhos e esposa do André, recebendo a pequena homenagem da formanda Laís Falcão

André recebendo a homenagem desta blogueira (ainda com cabelos enormes e feios)

André recebendo a homenagem desta blogueira (ainda com cabelos enormes e feios)

Na colação de grau, belíssimo texto do orador Anthony Campos. Um dia publico aqui, nem que seja um trecho.

E que venha a grande festa!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s